02/10/2012

Estética - Henrique Cerqueira



Deixa me descrever tua lindeza
Hiperbolicamente fenomenal
Divina metafísica proeza
Meu padrão de beleza universal
A estética do seu interior
Simetricamente proporcional
Ao teu sorriso que me cura a dor
A incoerência poético-formal
Se você pudesse se enxergar com meu olhar
Você não diria que é exagero meu
Só pode ser charme, quilinhos menos, metros a mais
Na lei áurea do meu amor, não há o que tirar nem pôr
Na medida exata amém, estilo Deus sempre vai além
Da minha imaginação, melhor que qualquer ficção
Fluir você pra mim é uma surpresa
Não sei se eu tenho tato pra perceber
Obra-prima requer tempo e sutileza
Carinho e atenção pra se entender
Será que é sonho, será que é real?
Que medo que eu tenho de não ser
Coragem, fé, trabalho, ideal
Vou aprender com quem criou você